sábado, 26 de outubro de 2013

Coisa de contorcionista

O que será "um papel sobre si mesmo"? Um passo a passo de origami, talvez?

O que não dá pra entender é como alguém "interpreta um papel SOBRE si mesmo", como quer o autor do obituário de Jaiminho, o "papagaio de pirata oficial" do Rio, hoje, no Globo.

Perto dessa ginástica idiomática e corporal, a coisa feia "Ele não poupa a obra, em fase final e que terá 998 apartamentos" quase passa despercebida ali pertinho, na página 27.

Mas não custava nada arrumar melhor a frase. Que tal "Ele não poupa a obra, que está em fase final e terá 998 apartamentos"?

2 comentários:

  1. "Um passo a passo de origami..."!!! excelente, Solange!!

    O brilho de sua intervenção é inversamente proporcional à opacidade do surreal-burrismo do autor da frase.

    Por sinal, há quantos e quantos anos eu já não ouvia mais falar de "papagaio de pirata".... bateu uma saudade!...

    Abração, bom fds.
    André

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, fiquei toda prosa, André.
      Obrigada.
      Grande abraço.

      Excluir